Buscar

Projeto Versinhos espalha o bem-querer e arrecada fundos para contribuir com famílias rurais

Atualizado: Abr 28

Em tempos de pandemia do COVID-19, a Ajenai lançou o site Versinhos onde as pessoas podem encomendar versos de bem-querer para as Jogadoras de Versos do Vale do Jequitinhonha.



Jogar verso

Jogar verso, como se diz no Vale do Jequitinhonha, é uma tradição da gente linda que vive nessa região tão isolada de Minas Gerais. Em festas, nas celebrações de colheita, nos encontros das comunidades, nas festas de nascimento, as pessoas se juntam para cantar rodas de verso. Todos na roda cantam juntos um refrão, que é entremeado de versos. Os versos são "jogados" individualmente, e podem ser cantados de improviso ou fazer parte de um repertório tradicional.


Espalhando o bem-querer


Diante da epidemia do Covid-19, a AJENAI percebeu a necessidade de criar um projeto de arrecadação de fundos para contribuir com as famílias rurais que perderam a renda, total ou parcialmente. Mas também percebeu a oportunidade de levar a cultura do Vale para o restante do país, ajudando a espalhar bem-querer e delicadeza em tempos tão difíceis. Assim surgiu o projeto Versinhos.


Como funciona

As pessoas podem comprar um versinho no site do projeto, por apenas 20 reais. Uma jogadora de versos do Vale do Jequitinhonha irá então gravar o versinho cantado, que será enviado por WhatsApp. Ao receber, a pessoa poderá em seguida enviar o versinho para quem ela quer bem.


O valor arrecadado será usado para a criação de fundo solidário, experiência já adotada com muito sucesso. O objetivo é que esse fundo seja usado no auxílio às famílias mais vulneráveis, em caso de necessidade: compra de alimentos, de medicamentos, transporte de doentes etc.


Ao todo, sete comunidades rurais, em três municípios distintos, serão contempladas por esse projeto. São elas:

  • Tocoiós e São João de Baixo, no município de Francisco Badaró

  • Curtume e Ribeirão de Areia, no município de Jenipapo de Minas

  • Poções, Alves e São João dos Marques, no município de Chapada do Norte.

Com exceção de Tocoiós e São João de Baixo, tratam-se de comunidades rurais isoladas, de difícil acesso e distantes dos centros de atendimento médico.


Viralização do bem-querer

Lançado em 26 de março de 2020 sem nenhuma ação de divulgação, o projeto vendeu cerca de 500 versinhos em menos de 30 dias, apenas no boca-a-boca.


"Esse projeto tem sido uma grande emoção, tanto para as jogadoras de verso quanto para quem recebe os versinhos. Recebemos muitas mensagens, de pessoas chorando, emocionadas com a delicadeza dos versos. As pessoas estão precisando dessa delicadeza, dessa amorosidade, sobretudo em tempos tão difíceis", conta Viviane Fortes, coordenadora dos projetos da AJENAI.

551 visualizações

AJENAI

Associação Jenipapense de Assistência à Infância 


 

Telefone:  + 55 33 37389081

Endereço: Rua Padre Willy, nº 278 Jenipapo de Minas /MG

CNPJ: 03235662/0001-39

Receba as novidades da AJENAI por e-mail

© 2020 AJENAI | Política de Privacidade